Secretário diz que Bahia vive uma “maré alta” da pandemia; governador reforça necessidade da máscara

Com os números da contaminação pela covid-19 estabilizados e sem quedas significativas há cerca de um mês, quando foi atingido um platô, o secretário estadual da saúde, Fábio Vilas-Boas, afirma que o estado vive uma “maré alta” da pandemia. De acordo com ele, as principais razões para que isso aconteça são as aglomerações causadas por campanhas eleitorais e festas noturnas. O secretário também afirma que houve uma mudança no padrão dos contaminados, com aumento do número de casos entre pessoas de 20 a 40 anos de idade.

 

Além disso, com a flexibilização de algumas atividades, muitas pessoas tem reduzido os cuidados com a prevenção ao coronavírus. Preocupado com essa situação, o governador Rui Costa reforçou o pedido para que a população faça uso das máscaras faciais. Ele alerta que “nós ainda não temos a vacina e que a proteção trazida pela máscara é uma unanimidade em todo o mundo”.

foto: GOVBA

Compartilhar agora
X