Doria diz que pagará por CoronaVac e disponibilizará a estados caso seja aprovada

João Doria (PSDB) disse hoje (28) que está disposto a pagar pela Coronavac, imunizante que está sendo desenvolvido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, caso o governo federal não inclua a vacina no programa nacional de imunização após a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Sem citar nomes, o governador de São Paulo falou ainda que outros estados estão interessados na vacina.

 

“O ideal é fazer rito dos últimos 50 anos, com aquisição e distribuição pelo Ministério da Saúde. Mas se houver negativa por razão política ou ideológica, São Paulo comprará e disponibilizará a vacina para todos governos estaduais”, afirmou o governador. Doria acrescentou que já existe um plano alternativo compartilhado com governadores para a distribuição da vacina. “Diferentemente do presidente Jair Bolsonaro, a gente entende que o Brasil tem pressa”, acrescentou.

 

A vacina virou motivo para uma disputa política entre Jair Bolsonaro e João Doria. É que após o Ministério da Saúde anunciar a compra de 46 milhões de doses do imunizante, o presidente desautorizou o ministro Eduardo Pazuello. Bolsonaro afirmou que a Coronavac não transmite credibilidade “pela sua origem”.

foto: GOV/SP

Compartilhar agora
X