Registrado na Bahia: Brasil emite alerta sobre 1º caso de ‘superfungo’ fatal resistente a medicamentos

Está em curso uma investigação do possível primeiro caso positivo no Brasil de Candida auris, fungo resistente a medicamentos responsável por infecções hospitalares que se tornou um dos mais temidos do mundo. Em seu alerta, a Anvisa, ontem (7), afirmou que o Candida auris (C. auris) “é um fungo emergente que representa uma séria ameaça à saúde pública”.

 

Segundo a Anvisa, o fungo foi identificado em amostra de ponta de cateter de paciente internado em UTI adulto em hospital do Estado da Bahia. O material foi analisada pelo Laboratório Central de Saúde da Bahia (Lacen-BA), em Salvador, e pelo Laboratório do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. A amostra ainda será submetida a “análises fenotípicas (para verificar o perfil de sensibilidade e resistência)” e “sequenciamento genético do microrganismo (padrão-ouro)” até a confirmação oficial do caso, disse a Anvisa.

 

A infecção por C. auris é resistente a medicamentos e pode ser fatal. Em todo o mundo, estima-se que infecções fúngicas invasivas de C. auris tenham levado à morte de entre 30% e 60% dos pacientes. Diante da suspeita, a Anvisa recomendou o reforço da vigilância laboratorial do fungo em todos os serviços de saúde do país, entre outras medidas de controle e prevenção para evitar um surto. O fungo foi identificado pela primeira vez em 2009 no canal auditivo de uma paciente no Japão.

Compartilhar agora
X