“Está muito na moda isso do racismo”, diz técnico do Benfica, Jorge Jesus, ao comentar caso de partida suspensa ontem (8)

“Qualquer coisa que se possa dizer contra um negro é sempre sinal de racismo”, disse o técnico do Benfica, Jorge Jesus, ao comentar o caso de racismo na partida entre Paris Saint-Germain e o Istanbul Basaksehir, pela Liga dos Campeões da Europa, ontem (8). “Se disser a mesma coisa contra um branco já não é sinal de racismo”, complementou o técnico, campeão da Libertadores com o Flamengo em 2019.

 

“Não sei o que aconteceu, o que se falou, o que se disse. Como cidadão tenho direito de pensar à minha maneira e só posso ter uma opinião concreta quando souber o que foi dito naquele momento”, disse o técnico na coletiva antes da partida entre o Benfica e o belga Standard Liege. O português disse que “está muito na moda isso do racismo”.

 

O jogo entre Istanbul e PSG foi paralisado logo no 1º tempo após o quarto árbitro, o romeno Sebastian Colţescu, ser acusado de proferir injúrias raciais contra o camaronês Pierre Webó, ex-atacante e membro da comissão técnica do clube turco. Jogadores como Neymar e Mbappé se recusaram a seguir a partida enquanto o árbitro estivesse em campo. Os jogadores abandonaram o campo em protesto à atitude racista. A UEFA remarcou o jogo e definiu uma nova equipe de arbitragem para esta quarta-feira.

foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Fotos Públicas

Compartilhar agora
X