Baianão pode voltar em julho, mas prefeitura de Juazeiro e Juazeirense são contra, confira:

O futebol na Bahia pode voltar em julho. Pelo menos é o que deseja a Federação Baiana. Mas, tanto o prefeito Paulo Bomfim, quanto à Juazeirense são contra o retorno dos jogos.

 

A Federação, segundo apuração do Bahia Notícias, já estabeleceu um protocolo para o reinício do estadual. Entre eles, testagens de Covid-19 nos elencos e jogos sem a presença do público. Porém, a entidade aguarda o aval do governo da Bahia para oficializar o reinício. Vale lembrar que as competições esportivas estão suspensas até o dia 6 julho por meio de decreto expedido pelo governador Rui Costa (PT).

 

Nos últimos dias, a FBF entrou em contato com os presidentes dos clubes e sinalizou o retorno do Baianão. O presidente da Juazeirense, representante de Juazeiro na competição, disse não haver condições de retorno agora: “Com que dinheiro vamos voltar?”. O Baiano foi suspenso em março por conta da pandemia do coronavírus, faltando duas rodadas para o encerramento da primeira fase e a definição dos quatro semifinalistas. O elenco do Cancão de Fogo foi praticamente desfeito, ficando apenas cinco jogadores. Kanu, principal contratação para a competição agora defende à Jacuipense, Alex Travassos (foto) foi para o futebol paraibano, entre outros.

 

Contra este movimento, o prefeito Paulo Bomfim disse em entrevista que a prioridade é diminuir o número de casos na cidade: “O comércio de Juazeiro [serviço não essencial] está fechado e aderimos toque de recolher [das 18h às 5h]. Neste momento não tenho como liberar estádios para treinos ou jogos de futebol. Só nesse mês de junho registramos 506 casos. Tivemos 25 óbitos aqui em Juazeiro. Mais para frente quando voltar ao normal, o futebol vai voltar, mas por agora não tem possibilidade. Nossa prioridade é salvar vidas” disse em entrevista ao BN.

Compartilhar agora
X