Vacina da Pfizer contra covid-19 é 90% eficaz e pode ficar pronta em 2020

A vacina desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer em parceira com a empresa de biotecnologia alemã BioNTech apontou mais de 90% de eficácia na prevenção da covid-19 em participantes sem evidência de infecção prévia, é o que mostram os dados iniciais do estudo da fase 3 divulgados hoje (9). Os dados, entretanto, não foram revisados por pares, etapa necessária para que as conclusões da última fase sejam publicados em revista científica.

 

O ensaio clínico da fase 3 começou em 27 de julho e contou com 43.538 participantes, com origens étnico-racial diversas. A taxa de eficácia representa quantas pessoas receberam a vacina e não ficaram doentes. Se essa taxa é de 90%, isso significa que, entre as pessoas vacinadas, 90 a cada 100 (ou 9 a cada 10) não ficaram doentes, ou seja, a vacina foi capaz de protegê-las.

 

Para confirmar a taxa de eficácia, a empresa disse que vai continuar o estudo até que haja 164 casos de Covid-19 entre os participantes. O presidente da Pfizer disse que isso pode ocorrer até dezembro, por causa das altas taxas de infecção nos Estados Unidos. Com base em projeções, as empresas declararam, em comunicado, que pretendem fornecer 50 milhões de doses no mundo em 2020 e até 1,3 bilhão em 2021.

 

foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Compartilhar agora
X