SIM, ELAS EXISTEM! Cientistas buscam pessoas que, mesmo expostas, nunca pegaram Covid

Uma equipe internacional de cientistas lançou uma busca global por pessoas que são geneticamente resistentes à infecção pelo vírus da covid-19, ou seja, que naturalmente são resistentes ao SARS-CoV-2 e nunca terão que se preocupar em contrair Covid-19 ou espalhar o vírus. Sim, elas existem, segundo artigo publicado na Nature. E os pesquisadores querem identificar os genes que protegem esses indivíduos, para levar ao desenvolvimento de drogas bloqueadoras de vírus que não apenas protejam as pessoas contra a Covid-19, mas também impeçam a transmissão.

 

Mas o sucesso não é garantido. Se houver resistência genética ao coronavírus SARS-CoV-2, pode haver “apenas um punhado” de pessoas com essa característica, disse à Nature Isabelle Meyts, imunologista pediátrica e médica da Universidade Católica de Leuven, na Bélgica, que faz parte do consórcio por trás do esforço. “A questão é como encontrar essas pessoas”, diz Sunil Ahuja, especialista em doenças infecciosas do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas em San Antonio. “É muito desafiador.”

 

O primeiro passo é restringir a busca às pessoas que foram expostas, sem proteção, a uma pessoa doente por um período prolongado, e não testaram positivo ou montaram uma resposta imunológica contra o vírus. De particular interesse são as pessoas que dividiram a casa e a cama com um parceiro infectado — pares conhecidos como casais discordantes. Depois, os pesquisadores vão comparar os genomas dos indivíduos com os de pessoas que foram infectadas, em busca de genes associados à resistência. Quaisquer genes contendores serão estudados em modelos de células e animais para confirmar uma ligação causal à resistência e estabelecer o mecanismo de ação.

 

*com informações do O Globo

foto: reprodução Alô Alô Bahia

Compartilhar agora
X