REFORÇO: Ministério da Saúde anuncia quarta dose de vacina contra a Covid-19 para imunossuprimidos

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira (20), a aplicação de um novo reforço para pacientes imunossuprimidos – ou seja, uma quarta dose de vacina para esse público. Todos os indivíduos com mais de 18 anos nessas condições poderão receber a dose de reforço da vacina a partir de quatro meses após a última dose do esquema vacinal (duas doses + dose adicional), independente do imunizante aplicado.

 

O Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO) considera como imunossuprimidos pessoas com imunodeficiência primária grave, em quimioterapia para câncer ou transplantados (de órgão sólido ou de células tronco), que fazem uso de drogas imunossupressoras, além de pessoas vivendo com HIV/Aids. Segundo o Ministério da Saúde, deverá ser utilizada preferencialmente a vacina da Pfizer, de plataforma de RNA mensageiro. De maneira alternativa, poderá ser aplicada vacina de vetor viral, da Janssen ou AstraZeneca.

 

O Ministério da Saúde também confirmou a redução de cinco para quatro meses, o intervalo na aplicação entre a segunda dose e a dose de reforço no país. A medida passa a valer a partir desta segunda-feira (20).

Compartilhar agora
X