Petrolinenses enfrentam dificuldades para agendar vacina contra a covid-19 e Miguel Coelho sugere: é agendamento ou fila debaixo do sol

O andamento da vacinação contra a covid-19 em Petrolina-PE vem sendo motivo de controvérsias. De um lado, a gestão comemora que o município segue baixando a faixa etária. A imunização da população acima de 30 anos começou hoje (3), e o prefeito, inclusive, foi vacinado no Igeprev. Do outro, a população que vive uma verdadeira saga para conseguir agendamento na plataforma. A grande questão é que muitos munícipes de outras faixas etárias alegam que, até hoje, não conseguiram se vacinar, enquanto a cidade segue avançando no cronograma.

 

É o caso da mãe da Rebeca Soares, de 42 anos, que tenta, há mais de um mês, se vacinar contra a doença. “Tentamos desde que abriu a faixa etária para minha mãe. Às vezes fica eu e ela, cada uma com seu celular, tentando agendar, mas nunca conseguimos”, disse. “Infelizmente vão baixando a faixa etária, criando a ilusão de que as pessoas de faixas etárias elevadas já foram todas vacinadas, o que não ocorre. Está ficando cada vez mais difícil”, concluiu.

 

Agendamento ou fila – Ao ser questionado sobre o método de agendamento da vacinação contra a covid-19, Miguel Coelho sugeriu nesta segunda-feira (2), durante ato de entrega de equipamentos de Saúde e que contou com a presença do ministro Marcelo Queiroga: “Se não for pelo agendamento, é fila debaixo do sol. Acho que ninguém quer isso, né? A gente não consegue agendar mais porque não tem mais vacina”. Miguel Coelho ressaltou que, apesar dos problemas com o agendamento, Petrolina tem alcançado marcas positivas. Ele citou que mais de 55% da população já foi vacinada com a primeira dose, e que Petrolina já tem 40% de vacinados com imunização completa.

 

Vacinação até outubro – Segundo o prefeito de Petrolina, a expectativa é de que 100% da população acima de 18 anos tome a segunda dose até fim de outubro. Dados da gestão apontam que o município já aplicou mais de 175 mil doses de vacina na campanha de combate ao coronavírus. Esse quantitativo propiciou que 127 mil petrolinenses já estejam vacinados. Concluindo a campanha de imunização em outubro, será planejada, em seguida, uma nova fase com aplicação dos imunizantes em adolescentes de 12 a 17 anos.

 

foto: Jonas Santos/PMP

Compartilhar agora
X