ÔMICRON: Com redução de indicadores, PE já passou “pelo pior momento desta onda”, diz secretário de Saúde

A 7ª semana epidemiológica aponta para uma redução da maioria dos indicadores da Covid-19 em Pernambuco. Em relação aos casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), foram registrados 593 casos na semana passada – uma queda de 28% em relação à 6ª semana e de 33% nos últimos 15 dias. A positividade entre estes casos graves caiu de 50% na semana passada para 37% atualmente.

 

De acordo a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), a Central Estadual de Regulação Hospitalar recebeu 429 solicitações por leitos de URI – um recuo de 30% em uma semana e de 34% em 15 dias. Com isso, a taxa de ocupação de terapia intensiva, que já esteve acima de 80%, caiu para 67%. Atualmente, Pernambuco não tem fila de espera para vagas de UTI em leitos SRAG.

 

“Os indicadores evidenciam que já passamos pelo pior momento desta onda provocada pela variante Ômicron. No entanto, reforço que estes dados, apesar de animadores, ainda não nos dão o direito de baixar a guarda. O vírus continua circulando. Mais de 700 pacientes estão internados, atualmente, em leitos de UTI e os óbitos continuam em um patamar elevado, o que é reflexo de duas a quatro semanas atrás”, alertou André Longo, secretário de Saúde. O Estado se prepara para o início, no mês de março, da sazonalidade das doenças respiratórias, o que deve impactar no cenário epidemiológico.

Compartilhar agora
X