O número de casos da pandemia estão desaparecendo… pelo menos do noticiário, entenda:

Foto: Marcos Corrêa/PR

 

Na manhã deste sábado, dia 06, o presidente Jair Bolsonaro anunciou nas redes sociais, que o seu governo adotará novas diretrizes para divulgar as informações do novo coronavírus. Uma das mudanças é que a partir desta data, não será mais informado os números totais registrados desde o início da pandemia. Os mapas que mostravam o avanço da pandemia pelo país foram apagados.

 

De acordo com as novas medidas, o governo disponibilizará apenas o número de recuperados, dos novos casos e mortes das últimas 24 horas, sempre divulgado às 22h (Antes era Às 19h). Com a mudança, o Brasil deixará de ser acompanhado pela Universidade Johns Hopkins, referência no acompanhamento do avanço do coronavírus.

 

Antes desta nova medida do governo, o Brasil ocupava 2ª lugar no ranking internacional de casos, e em 3º no de óbitos, deixando a partir de hoje de figurar nas listas mundo afora. Segundo as secretarias estaduais de saúde, o Brasil tem mais de 35 mil mortes registradas pela doença.

 

Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da saúde do atual governo criticou o novo método: “não informar corretamente significa que o estado pode ser mais nocivo do que a doença” disse Mandetta que ainda falou sobre esconder os dados da Covid-19 da população: “seria mais do que isso. Seria uma plástica transformadora”. “Me parece que o que estão querendo fazer é uma grande cirurgia nos números” finalizou.

 

O que você acha da decisão do governo em esconder os dados da imprensa e por consequência da população?

Compartilhar agora
X