Não vacinados ocupam UTIs Covid, alerta médica: “Se arrependem, porém, já é tarde”

De acordo com a médica intensivista e cardiologista Ludhmila Hajjar, os atuais pacientes com covid-19 nas UTIs são aqueles que não tomaram a vacina contra a doença. Ela ainda chamou atenção para o alto número de profissionais de saúde infectados na nova onda de casos, em decorrência da variante Ômicron. “As UTIs estão atualmente só com casos de covid entre os não vacinados. Os imunizados dificilmente passam do atendimento ambulatorial”, relatou a médica em entrevista ao jornal O Globo.

 

“Como intensivista, tenho visto cada vez mais pacientes internados arrependidos de não terem sido vacinados. Eles chegam com a forma grave da doença, se arrependem, porém, já é tarde”, completou a médica, que projeta que, em breve, os hospitais devem estar cheios. “Em uma semana os sistemas de saúde deverão entrar em colapso no Brasil”, prevê a médica.

 

Com o aumento de casos, Ludhmila afirmou que o uso de máscaras deve continuar sendo obrigatório, mesmo em locais abertos. “Nesse momento, com o número de infectados em ascensão, com o surgimento de novas variantes, ainda com desigualdade na aplicação das vacinas, eu sou contra abolir uso de máscaras, medidas simples, disponível e efetiva contra a covid-19.”

Compartilhar agora
X