reprodução

Morre veterinária com suspeita da Síndrome de Haff, a doença da urina preta

Após 12 dias internada na UTI de um hospital particular do Recife, a veterinária Pryscila Andrade, de 31 anos, morreu com suspeita da Síndrome de Haff, conhecida como doença da urina preta, após consumir um peixe contaminado. As secretarias de Saúde do Recife e de Pernambuco ainda investigam cinco casos da doença no Estado. A informação sobre o falecimento da veterinária foi confirmada nesta terça-feira (2), por Betânia Andrade, mãe da vítima.

 

 Pryscila e a irmã, a empresária Flávia Andrade, de 36 anos, foram internadas após comerem  um peixe do tipo Arabaiana. Flávia recebeu alta hospitalar no último dia 24 de fevereiro. “Teve um primeiro consumo na minha casa, do peixe, e eu tive muita dor abdominal, dor torácica, dor no estômago. Já no segundo consumo, meu filho também comeu, e minha irmã. Meu filho consumiu uma quantidade muito pequena, graças a Deus”, contou Flávia em entrevista a um jornal.

Compartilhar agora
X