Ministério da Saúde admite, em documento, a ineficácia de cloroquina e outros medicamentos do “kit covid”

O Ministério da Saúde recuou e afirmou à CPI da Pandemia que não recomenda medicamentos ineficazes contra a Covid, como cloroquina, azitromicina e ivermectina. O documento, que contrasta com ações de governo e depoimentos de integrantes da pasta à comissão, foi enviado aos senadores na segunda-feira (12/7).

 

Hidroxicloroquina, cloroquina, azitromicina e ivermectina, entre outros medicamentos, não devem ser usados contra a Covid, porque não apresentaram benefícios clínicos, afirmou nota técnica de 27 de maio da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde da pasta.

 

Esses medicamentos sem eficácia foram defendidos publicamente diversas vezes por Jair Bolsonaro, aliados e até por uma comitiva do Ministério da Saúde durante a crise de oxigênio no Amazonas em janeiro, na gestão Pazuello.

Compartilhar agora
X