Após ser internado, Bolsonaro poderá passar por cirurgia; entenda

Internado com uma inflamação no intestino, o presidente Jair Bolsonaro pode passar por mais uma cirurgia de emergência para retirar uma pequena parte do órgão. Seu médico particular, Antônio Luiz Macedo, que está a caminho de São Paulo para Brasília, irá decidir se de fato deve haver a cirurgia. Nenhuma decisão será tomada sem que Macedo avalie antes o presidente.

 

Bolsonaro deu entrada no HFA (Hospital das Forças Armadas) para investigar a origem de uma crise de soluços. O presidente está com dificuldade para falar há 12 dias por causa do problema. Além dos soluços, o presidente também tem refluxo gastroesofágico. Essa condição consiste no retorno involuntário e repetitivo do conteúdo do estômago para o esôfago. Entre os sintomas estão azia e dor torácica.

 

A assessoria do presidente afirma que ele “está animado e passa bem”, e ficará de observação de 24 a 48 horas. Antônio Macedo, que é gastroenterologista e especialista em cirurgia robótica, oncológica e laparoscópica de altas complexidades, foi o responsável por outras cirurgias a que Bolsonaro foi submetido em 2019, em decorrência da facada que recebeu na campanha de 2018.

 

foto: José Dias/PR

Compartilhar agora
X