LIBERTADORES: Palmeirenses e flamenguistas prometem ir armados ao Uruguai; Conmebol se pronuncia

Palmeirenses e flamenguistas estão planejando confrontos em diferentes locais de Montevidéu no período da decisão da Libertadores, que vai se dar em 27 de novembro, naquela capital, entre o time paulista e o carioca. As autoridades uruguaias já foram avisadas por seus pares brasileiros que alguns deles pretendem ir armados para o jogo que definirá o campeão da competição. As informação são do site Terra, que aponta ainda que as ameaças de um tumulto generalizado no dia da final da Libertadores estão na pauta da Polícia Especial do Uruguai.

 

As provocações e promessas de um distúrbio em Montevidéu, e nos acessos à cidade, já vêm sendo feitas há pelo menos duas semanas, alimentadas por lideranças de torcidas organizadas de Palmeiras e Flamengo. Essas pessoas têm utilizado as redes sociais para fomentar o clima de guerra fora de campo antes e após o jogo, e algumas delas orientam seus seguidores a levar armas para a viagem, a fim de não ficar em desvantagem nos embates com os adversários.

 

Para tentar frear o ímpeto desses grupos, as diretorias de Palmeiras e Flamengo já se comprometeram a realizar ações para que a decisão se dê sem o registro de casos de violência. Já a Conmebol comunicou nesta quarta como será seu plano de segurança. De acordo com a entidade, haverá monitoramento de caravanas de torcedores e também pontos de encontro na capital uruguaia a fim de controlar melhor o fluxo de público. Disse ainda que contratará serviços de segurança privada para ajudar a organizar a Copa em conjunto com polícias dos dois países.

 

*com informações Terra

foto: reprodução/UOL

Compartilhar agora
X