Acusado de homofobia, central Maurício Souza é demitido por clube de Minas

Maurício Souza não é mais atleta do Minas Tênis Clube. O clube confirmou a demissão do atleta nesta quarta-feira (27), após a repercussão, nos últimos dias, das postagens de teor homofóbico. O jogador estava afastado das atividades do clube e também foi multado. As ações aconteceram após pressão dos patrocinadores para que o Minas tomasse “medidas cabíveis” em relação às postagens do central.

 

A situação também repercutiu de maneira negativa com os próprios colegas de equipe do central. O técnico da seleção brasileira de vôlei, Renan Dal Zotto, lamentou a polêmica. “É inadmissível este tipo de conduta do Maurício e eu sou radicalmente contra qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo. Em se tratando de seleção brasileira, não tem espaço para profissionais homofóbicos. Acima de tudo preciso ter um time e não posso ter este tipo de polêmica no grupo”, disse.

 

Nesta quarta-feira, o jogador postou um vídeo em sua rede social. O atleta pediu desculpas “a quem se sentiu ofendido” e disse que “seguirá defendendo o que acredita”. Mas o vídeo incomodou não só as patrocinadoras, como também o clube. Logo após ter sido postado pelo atleta, o clube confirmou o fim do vínculo com o atleta, que iria até o final da atual temporada.

 

*com informações do GE

Compartilhar agora
X