Governo da Bahia diz que Juazeiro tem autonomia para volta da música ao vivo em bares. Prefeitura responde e músicos reagem, confira:

Desde dezembro de 2020, bares e restaurantes, vem obedecendo um decreto do Governo da Bahia que suspende a realização de música ao vivo em todo o estado e que foi prorrogado até o dia 7 de fevereiro.

 

Segundo informações enviadas ao Preto no Branco pelo Governo da Bahia, existe um protocolo que, sendo elaborado pela administração municipal, permite a realização de música ao vivo em bares e restaurantes. “A Prefeitura tem autonomia para liberar a atividade, apesar do Decreto Estadual, desde que seja feito um protocolo específico para funcionamento da apresentação dos músicos, respeitando o Decreto Estadual”.

 

A prefeitura de Juazeiro, em nota, disse o seguinte:

 

“A Prefeitura Municipal de Juazeiro informa que é sensível e compreende as necessidades dos artistas, que é uma classe trabalhadora. No entanto, esclarece que o Decreto Estadual citado na reportagem é de autoria do Governo do Estado e válido para toda a Bahia. Portanto, Juazeiro está obedecendo a legislação em vigor. Não cabe ao município de Juazeiro comentar, questionar ou interferir no descumprimento do Decreto Estadual por parte da cidade de Salvador ou qualquer outro município baiano. Ressaltamos ainda que a Prefeitura de Juazeiro está discutindo medidas no intuito de flexibilizar a realização de eventos em nossa cidade. Porém, buscando um entendimento em acordo com o Governo do Estado. Enquanto isso, o município continuará seguindo o que determina o Decreto Estadual em vigor“.

 

Alguns músicos reagiram a essas informações, como por exemplo, Emerson Félix, que frequentemente publica postagens sobre o assunto, teceu críticas ao governo municipal: “Desorganizado e descomprometido com o bem comum do Juazeirense” disse ele no instagram.

Compartilhar agora
X