FORA DAS OLIMPÍADAS: Tandara, do volei feminino, é suspensa por potencial violação antidoping após tomar remédio para controle menstrual

A seleção brasileira feminina de vôlei sofreu uma baixa importante antes dos jogos decisivos das Olimpíadas de 2020. A oposta Tandara “violou a regra antidopagem” em teste realizado em Saquarema (RJ), onde a equipe se preparou para a competição, e está suspensa provisoriamente. Ela retorna ao Brasil nas próximas horas.]

 

A atleta foi pega de surpresa com a notícia e ficou inconformada e triste. Ela acredita que a alteração possa ser resultado de um tratamento para controle menstrual. Trata-se de uma suspeita da jogadora que tentou regular o ciclo menstrual nos últimos tempos. A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) tinha ciência do remédio e autorizou seu uso.

 

Até o momento, Tandara não se manifestou publicamente sobre o assunto. Antes, deve conversar com um advogado para elaborar sua defesa. Segundo apuração da reportagem, as jogadoras da seleção sentiram o episódio, às vésperas da semifinal. Mas, o treinador José Roberto Guimarães acredita que a equipe vai lidar bem com a situação.

Compartilhar agora
X