Covid-19: Reino Unido e Alemanha se preparam para iniciar vacinação; Moderna vai solicitar autorização para uso emergencial

A semana começa com boas notícias no que diz respeito à imunização contra a covid-19. O Reino Unido pode se tornar o primeiro país do Ocidente a aprovar uma vacina contra a covid-19. Segundo o jornal Financial Times, a vacina desenvolvida pela BioNTech em parceria com a Pfizer deve receber autorização da agência regulatória do país em breve e as primeiras doses da vacina devem ser aplicadas no dia 7 de dezembro. O país encomendou 40 milhões de doses do produto, que as análises preliminares mostraram 95% de eficácia em prevenir a doença entre os voluntários.

 

Já a Alemanha começou a criar centros de vacinação em diferentes regiões do país com o objetivo de deixar tudo pronto caso a vacina criada pela Pfizer e a empresa alemã BioNTech. O objetivo, segundo ogvenro, é realizar 20 mil injeções por dia. A campanha deve durar dois meses e apenas idosos e pessoas que pertencem ao grupo de risco, como diabéticos, obesos e hipertensos, serão imunizados, inicialmente.

 

Hoje (30), a Moderna, farmacêutica norte-americana que também está desenvolvendo uma vacina contra a covid-19, anunciou que planeja solicitar uma autorização para uso emergencial do seu imunizante a agências reguladoras dos EUA e Europa ainda hoje. A farmacêutica disse que os resultados completos de um estudo em estágio final mostram que sua vacina foi 94,1% eficaz, sem preocupações sérias de segurança. Vale ressaltar, entretanto, que ainda não há um contrato com o governo federal ou com estados brasileiros para a aquisição da vacina.

foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration/File Photo

Compartilhar agora
X