COVID-19: Bolsonaro diz que sua filha de 11 anos não será vacinada

Laura Bolsonaro, de 11 anos, filha do presidente Jair Bolsonaro (PL), não será vacinada contra a COVID-19. A informação foi dada pelo próprio mandatário, que acrescentou ainda que espera que o Judiciário não interfira na vacinação de crianças de 5 a 11 anos.

 

“Estamos conversando com o [ministro da Saúde, Marcelo] Queiroga nesse sentido. Ele, dia 5, deve ditar normas de como é que deve se vacinar crianças. Eu espero que não haja interferência do Judiciário; Espero, porque a minha filha não vai se vacinar — deixar bem claro. Ela tem 11 anos de idade”, disse o presidente. Bolsonaro também voltou a falar que a vacinação de crianças “não se justifica”, pois, segundo ele, o índice de mortes de crianças para a COVID-19 não é grande.

 

“Não vêm morrendo crianças que justifique uma vacina nas crianças. Não justifica isso daí. A decisão passa obviamente pelo Ministério da Saúde”, declarou. No Brasil, 301 crianças morreram em decorrência da doença desde a chegada do coronavírus até o dia 6 de dezembro. A imunização dessa faixa etária está sendo discutida porque funcionários da Anvisa sofreram ataques após recomendarem a vacinação.

Compartilhar agora
X