Com aumento de internação em pacientes a partir de 80 anos, Pernambuco vai aplicar 5ª dose da vacina contra a Covid-19 nos idosos nessa faixa etária

A Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE) decidiu, junto a gestores municipais em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) na manhã desta segunda-feira (21/11), aplicar uma quinta dose (terceira dose de reforço) da vacina contra a covid-19 nas pessoas a partir de 80 anos. A estimativa aponta que, em Pernambuco, 264 mil pessoas fazem parte dessa faixa etária.

 

A principal razão para essa decisão é que o público a partir dos 80 anos está entre os mais vulneráveis para desenvolver as formas graves da covid-19. A definição foi balizada pela indicação dos especialistas membros do Comitê Técnico Estadual de Acompanhamento da Vacinação.

 

A liberação vem logo após a divulgação, pela SES, do último levantamento técnico da pasta, que apontou grande percentual de pacientes a partir de 80 anos entre os internados pela covid-19 nos leitos de terapia intensiva (UTI) e enfermaria nas unidades de saúde pernambucanas.

 

“Considerando que os idosos acima de 80 anos sofrem com a imunossenescência (alterações do sistema imunológico provocadas pelo envelhecimento), o que é um grande fator de risco para adoecimentos graves pela covid-19, Pernambuco decide autorizar, neste momento, a aplicação de uma terceira dose de reforço nesta população”, informa o secretário Estadual de Saúde, André Longo.

 

Dessa forma, segundo André Longo, é possível garantir “uma proteção mais robusta aos nossos idosos”. O secretário destacou ainda que o cenário atual aponta uma falta de disponibilidade, por parte do governo federal, de imunizantes que atendam toda a população.

 

Os imunizantes utilizados para a quinta dose dos idosos serão da Pfizer/BioNTech, já acondicionados no Programa Estadual de Imunização (PEI-PE). As vacinas destinadas a esse público serão enviadas para as Gerências Regionais de Saúde (Geres) na próxima quarta-feira (23), onde ficarão disponíveis para retirada por parte dos municípios.

 

“Importante lembrar que só poderão tomar a quinta dose aqueles idosos que já tenham, no mínimo, quatro meses de aplicação da quarta dose da vacina”, explica a superintendente de Imunizações de Pernambuco, Ana Catarina de Melo

Compartilhar agora