Cientistas brasileiros criam spray que mata o coronavírus e protege máscara por 48h

Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) desenvolveram um spray que ao ser aplicado sob máscaras de algodão, forma uma barreira de proteção que mata o coronavírus em apenas um minuto. Batizado de SprayCov, ele mantém 99,99% de sua eficácia nas 48 horas seguintes à aplicação. De acordo com os pesquisadores, não se trata de um agente sanitizante como o álcool 70 ou o hipoclorito de sódio, mas sim de um líquido que usa sais de cobre, usados em larga escala na agricultura como fungicida para conter o avanço de pragas.

 

Os cientistas já pesquisavam o potencial das interações de metais com polímeros naturais na área ambiental e biomédica antes da pandemia. O surgimento dos primeiros casos da covid-19 no Brasil mudou a chavinha da pesquisa para a fabricação de um composto capaz de inativar o SARS-CoV-2.

 

A tecnologia inicialmente foi pensada para ser aplicada sobre equipamentos de proteção individual (EPIs) dos profissionais de saúde que lidam diretamente com pessoas infectadas com o vírus. Mas logo se viu que o spray também poderia ser aplicado em máscaras de algodão. O SprayCov também seria eficaz contra outros tipos de vírus, como os da Influenza, segundo os cientistas. (com informações da Agência de Inovação da Unicamp e Tilt/Terra)

foto: divulgação/Unicamp

Compartilhar agora
X