Brasil tem 6,8 milhões de testes de covid-19 que estão armazenado e prestes a vencer

O Ministério da Saúde armazena em São Paulo um estoque com 6,86 milhões de testes para a Covid-19 que podem perder validade até janeiro de 2021, aponta reportagem publicada neste domingo (22) pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. Os exames, que são do tipo RT-PCR, estão estocados em um galpão em Guarulhos, na região metropolitana da capital paulista, e custaram R$ 290 milhões à União, afirma o jornal.

 

O Ministério da Saúde confirmou a existência de testes com data de validade próxima, embora não tenha falado em números. Disse ainda que espera receber, ainda esta semana, estudos que indiquem a viabilidade de prorrogar essa data de vencimento. O ministério também afirmou que os kits “são distribuídos de acordo com as demandas dos estados”, mas o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) afirma que alertou o governo federal diversas vezes sobre a falta de materiais para processar as amostras do teste PCR.

 

A cúpula da Câmara dos Deputados avalia como “absurda” a possibilidade dos testes serem perdidos e a comissão criada pela Câmara para acompanhar informações sobre a Covid cobra providências a respeito do estoque que não foi distribuído. (com informações do G1)

foto: reprodução/Jornal GGN

Compartilhar agora
X