Alerta: Fiocruz diz que “uma terceira onda” da pandemia no Brasil pode ser mais grave

“A pandemia pode permanecer em níveis críticos ao longo das próximas semanas, além de dar oportunidade para o surgimento de novas variantes do vírus devido à intensidade da transmissão”, informa o mais recente boletim do Observatório Covid-19 da Fiocruz, divulgado nesta quinta-feira (13). Para os pesquisadores, diante do patamar epidêmico atual, uma nova explosão de casos de Covid-19 seria catastrófica.

 

Foi observada uma “ligeira redução” nas taxas de mortalidade pela Covid-19 nas últimas duas semanas. A incidência de casos permanece elevada, assim como os valores de positividade dos testes para diagnóstico da doença. Segundo a Fiocruz, na semana entre 2 e 8 de maio, também se observou uma redução da ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) dedicados à doença em grande parte dos estados. Os pesquisadores afirmam que o conjunto de indicadores que que vêm sendo monitorados pelo Observatório Covid-19 mostram que ainda há uma intensa circulação do vírus.

 

Por isso, apesar da ligeira redução nos indicadores de criticidade da pandemia, a manutenção de um alto patamar exige que sejam mantidos os cuidados de prevenção contra o coronavírus, afirmam os pesquisadores da Fiocruz. “Uma terceira onda agora, com taxas ainda tão elevadas, pode representar uma crise sanitária ainda mais grave”, alertam os autores. Até o momento já foram notificadas mais de 420 mil mortes por Covid-19 no Brasil.

 

foto: Bruno Kelly/Amazônia Real

Compartilhar agora
X