ABSURDO: Clínica que atendia pacientes da Covid-19 reutilizava seringas e agulhas

Uma clínica localizada no Setor Sul do Gama foi interditada pela Vigilância Sanitária, nesta quarta-feira (9/9), após fiscais da Secretaria de Saúde do Distrito Federal identificarem irregularidades na operação do local. Segundo a pasta, a clínica não tinha documentação adequada para operar e apresentava falta de testes biológicos de autoclavagem de esterilização. Além disso, os fiscais identificaram indícios de que o espaço estaria “reutilizando materiais descartáveis como seringas e agulhas”.

 

Em nota, a Vigilância Sanitária afirmou que o estabelecimento de saúde desrespeitava os protocolos básicos sanitários. Na área de odontologia, por exemplo, foram encontrados materiais sujos misturados com os limpos, além de seringas para moldagem em locais totalmente desapropriados, sem condições higiene e com esterilização incorreta. Na sala de raio-X não havia sequer um cabide para colocar o avental radiológico utilizado pelos pacientes.

 

Por conta das inúmeras irregularidades encontradas, a área odontológica foi interditada e a Vigilância Sanitária deu o prazo de 15 dias para a clínica se readequar. Além disso, o estabelecimento foi autuado por desrespeitar as normas de segurança e de enfrentamento contra a Covid-19 determinadas pelo Decreto do Governo do DF. (Metróples)

 

Foto: GEOVANA ALBUQUERQUE/AGÊNCIA SAÚDE DF

Compartilhar agora
X