YouTube suspende monetização de canal de Monark, que defendeu criação de partido nazista

Bruno Aiub, conhecido como Monark, já foi demitido da própria empresa, o Flow Podcast, e agora também foi vetado pelo YouTube depois de ter defendido a criação de um partido nazista. A decisão foi tomada porque o apresentador descumpriu as regras da plataforma, informou o YouTube. O comunicado da suspensão foi enviado ao apresentador na noite de quinta-feira (17) ao apresentador.

 

Nele, o Youtube informou que Monark teria 24 horas para contestar a decisão, que poderia ser revogada de acordo com o comportamento do apresentador. “Caso o apelo não seja considerado, ele segue suspenso de monetizar conteúdo. Ele pode publicar conteúdo novo, pode criar um novo canal, só não pode monetizar”, disse que YouTube, que  informou ainda que a decisão de suspensão de monetização não é definitiva, pode ser revogada, mas não tem um prazo definido.

 

Em post no Twitter o podcaster afirmou que está “sofrendo perseguição política” da plataforma. Monark foi muito criticado por um comentário que dizia que “deveria existir um partido nazista reconhecido por lei” na edição do dia 7 de fevereiro do podcast Flow, da qual participavam Kim Kataguiri (DEM-SP) e Tabata Amaral (PSB). Na terça-feira (8), ele pediu desculpas e disse que estava bêbado. No mesmo dia, ele foi desligado do Flow Podcast.

Compartilhar agora
X