VOCÊ É DO VINHO OU CERVEJA? Estudo aponta que vinho diminui chances de contrair Covid-19, e cerveja aumenta, entenda:

O consumo de cerveja ou de destilados pode tornar mais fácil para que as pessoas sejam infectadas pela Covid-19, enquanto o vinho pode tonar mais difícil.

 

Para chegar ao resultado exato, um estudo comportamental foi realizado por pesquisadores do Hospital Shenzhen Kangning, na China. A pesquisa analisou 473.957 pessoas, das quais 16.559 receberam diagnóstico positivo para Covid-19. Os resultados apontaram que pessoas que consomem cerveja e cidra, não importando frequência e quantidade, tem risco maior de contrair a doença, assim como quem consome destilados frequentemente (cinco ou mais copos por semana). Entretanto, quem tinha maior consumo de vinho tinto, branco ou champanhe apresentou menos chance de ser infectado.

 

“O consumo de cerveja e cidra não é recomendado durante as epidemias. As orientações de saúde pública devem se concentrar na redução do risco de Covid-19, defendendo hábitos de vida saudáveis e políticas preferenciais entre os consumidores de cerveja e cidra”, afirmam os autores no estudo.

 

 

 

 

Compartilhar agora
X