VENDIDO: em leilão, Grande Hotel de Juazeiro é arrematado por 8 milhões; saiba quem é o comprador

O Grande Hotel de Juazeiro-BA foi leiloado por pouco mais de 8 milhões nesta terça-feira (22). De acordo com o site da empresa responsável pelo leilão, o comprador é o geógrafo Ataíde Lima de Oliveira, formado em Geografia pela Universidade Católica do Salvador, especialista em Administração de Empresa (UFBA), Mestre em Administração (UFBA) e MBA em Finanças pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC).

 

 

Por ser cercado de tantos equívocos, o leilão já foi marcado em outras ocasiões e suspenso por ordem judicial. No meio do imbróglio, existe uma suposta dívida milionária herdada da extinta Bahiatursa, com um grande credor privado, o que tornaria, também por este motivo, a execução irregular, já que se trata de um leilão privado de patrimônio público, gerando um ambiente de desconfiança e instabilidade para os participantes do leilão privado.

 

Outro ponto que chama atenção é o fato de que está em vigência, através de contrato de aluguel regular, a posse do imóvel do Grande Hotel de Juazeiro, pelo Grupo Lazar Empreendimentos Turísticos S/A, que administra o espaço desde a década de 1970. O contrato com o grupo Grupo Lazar não está sendo respeitado, o que provocou um ação na Justiça questionando a posse do imóvel.

 

O Grande Hotel passou a ser considerado bem do Estado após decisão do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Juazeiro, José Goes Silva Filho, que em decisão de caráter liminar publicada em fevereiro deste ano, bloqueou o leilão do prédio que seria realizado depois da tentativa de “hasta pública”, ou seja, alienação forçada de bens penhorados, realizada pelo Judiciário, que aconteceu em 2019.

 

*com informações da Rede GN

Compartilhar agora
X