VAI UMA XÍCARA? Café reduz o risco de morte por doenças cardíacas, diz estudo

Uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo, o café, Segundo o novo estudo divulgado pela Sociedade Europeia de Cardiologia, pode ajudar a diminuir o risco de mortes por doenças cardíacas. Em números, a ingestão regular de até três xícaras da bebida ao dia pode gerar uma redução de até 21% para o risco de derrames e de 17% para o risco de morrer por alguma complicação cardiovascular. Esse é considerado um trabalho que é um dos mais amplos já realizados até hoje.

 

Os pesquisadores analisaram os hábitos de consumo de 468 mil participantes do banco de dados Biobank, do Reino Unido, que investiga dados de saúde, principalmente sobre a influência do ambiente no desenvolvimento de doenças. Eles tinham como objetivo investigar a associação entre problemas cardiovasculares e a ingestão da bebida. A média de idade dos participantes foi de 56 anos, sendo 55,8% deles mulheres. Ninguém apresentava sinais de doenças cardíacas no momento do recrutamento.

 

Uma das teorias principais para o resultado é que o café contenha compostos com ação no processo de inflamação e de oxidação do organismo. O benefício não foi visto nem no consumo das versões com leite ou descafeinadas. Mas atenção! O consumo exacerbado da cafeína ainda é contraindicado, uma vez que pode causar arritmias, irritabilidade, nervosismo e insônia. Além disso, quando consumido sem moderação, o café pode estar associado a problemas de pressão alta em pessoas com predisposição a quadros de hipertensão, conforme pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), publicada em 2019.

*com informações O Globo

Compartilhar agora
X