URGENTE: Ministro da Educação, Abraham Weintraub, deixa o governo

Foto: (Wilson Dias/Agência Brasil)

 

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, acaba de anunciar que deixou o cargo nesta quinta-feira (18). Weintraub fez o anúncio em um vídeo publicado no seu canal no YouTube no qual aparece ao lado do presidente Jair Bolsonaro. O ministro atribuiu sua saída a um convite para ocupar um cargo de direção no Banco Mundial.

 

Nesta terça-feira (16), o ministro já havia admitido que a sua situação no governo era incerta: “Estou no cargo. Não sei meu futuro. Está difícil prever”, disse.

 

A demissão do ministro foi cogitada diversas vezes neste período de um ano e dois meses, mas ganhou contornos mais claros depois da divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril. No encontro, Weintraub sugeriu a prisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele foi incluído no inquérito que apura fake news e ameaças contra a Corte: “Eu percebo que tem muita gente com agenda própria. Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”, disse durante a reunião.

 

No último fim de semana, Weintraub se encontrou um grupo de manifestantes que conseguiram furar o bloqueio da Esplanada dos Ministérios, fechada para protestos pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB). Em vídeos compartilhados pelos apoiadores do governo, o ministro reitera ofensas aos magistrados. Segundo a apuração do analista da CNN Igor Gadelha, o presidente Jair Bolsonaro ficou muito irritado com a presença de Weintraub no local. Em entrevista, Bolsonaro disse que o ministro “não foi prudente” e não estava representado o Planalto naquele momento. (CNN)

 

Veja vídeo do anúncio:

Compartilhar agora
X