Transferência de dinheiro pelo WhatsApp? Sim, agora é possível! Veja como

Tem novidade no aplicativo WhatsApp. A ferramenta começou a liberar ontem (4) para os brasileiros, a opção de transferência de dinheiro entre pessoas físicas. O recurso vai aparecer “gradualmente” nas próximas semanas para todas as pessoas, segundo o aplicativo. É preciso atualizá-lo em sua loja de apps, seja do iPhone ou de celulares Android. O “WhatsApp Pay” havia sido aprovado pelo Banco Central em 30 de março, foi barrada pelo BC e pelo Cade para a avaliação de riscos concorrenciais, e só agora chegou ao público.

 

Foram estabelecidos limites sobre os valores a serem transferidos. Os usuários podem enviar até R$ 1 mil por transação e receber 20 transferências por dia, com limite de R$ 5 mil por mês. Para realizar uma transação, é preciso usar o PIN do Facebook Pay ou a biometria do celular. Todos os dados serão protegidos com criptografia e não haverá taxa. O usuário poderá cadastrar um cartão de débito (múltiplo com função débito ou ainda um pré-pago) das bandeiras Visa ou Mastercard e emitido por um dos bancos participantes (Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú Unibanco, Nubank, Mercado Pago e Sicredi).

 

Como funciona – a opção de transferência no WhatsApp fica no ícone de “clipe de papel” (Android) ou “+” (iPhone) no campo de mensagens, o mesmo em que aparecem as opções de enviar uma imagem, documento, localização ou contato. Após o usuário inserir o valor e uma mensagem (opcional), deve clicar em “Pagar” e inserir o PIN (senha) do Facebook Pay (que deverá ser criada na primeira vez de uso do serviço). A transação vai aparecer como se fosse uma mensagem na conversa. É preciso aceitar o pagamento para que o dinheiro caia na sua conta.

 

 

Caso o contato não tenha habilitado o recurso de pagamentos do WhatsApp, uma notificação vai pedir para que ela cadastre o cartão no sistema para receber a transferência – isso precisa ser feito em até 2 dias, caso contrário o valor é reembolsado. Para fazer as transferências no WhatsApp, as pessoas precisam ter um número de telefone do Brasil. Somente transações dentro do país e em moeda local são autorizadas.

 

*com informações do G1

foto: divulgação/WhatsApp

Compartilhar agora
X