SURTIU EFEITO! Quebec veta maconha e álcool a não vacinados e vê procura por vacina aumentar

Sem maconha e sem álcool. Esse é o ‘castigo’ para as pessoas que não se vacinarem contra a covid-19 na província canadense de Quebec, estado que é o segundo maior do Canadá e tem a maconha legalizada para recreação desde 2018. E tem surtido efeito.

 

Segundo o ministro da Saúde, Christian Dubé, houve aumento de mais de 400% de vacinação da população, depois da proibição da venda de maconha e álcool aos não vacinados. Os agendamentos subiram de 1,5 mil para mais de 6 mil por dia na província canadense, segundo o ministro.

 

Além disso, nesta terça (1), o primeiro-ministro do Quebec, François Legault, afirmou que vai cobrar imposto dos adultos que se recusam a tomar vacinas contra a COVID-19, que seria chamado de “contribuição de saúde”. A proposta está ainda em avaliação, mas o premiê adiantou que o imposto só não será cobrado aos não podem ser imunizados por recomendações médicas.

 

foto: Wikimedia

Compartilhar agora
X