Sobre aprovação da Coronavac, Bolsonaro diz que “não tem que discutir mais” e que vacina “não é de nenhum governador”

Ao comentar sobre a aprovação para uso emergencial da Coronavac pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse a apoiadores, em Brasília, hoje (18), que a vacina é do Brasil e tentou desvinculá-la do governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Ele ainda disse que “não tem que discutir mais” sobre o imunizante.

 

“A Anvisa aprovou, não tem que discutir mais. Agora havendo disponibilidade no mercado, a gente vai comprar e vai atrás de contratos que fizemos, que era pra ter chegado vacina aqui. Então tá liberado a aplicação no Brasil e a vacina é do Brasil, tá? Não é de nenhum governador não, é do Brasil”, disse Bolsonaro na manhã desta segunda-feira (18).

 

Ontem (17), a Anvisa liberou o uso emergencial de duas vacinas: a Coronavac, desenvolvida no Brasil pelo farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, ligado ao governo paulista, e a vacina de Oxford/AstraZeneca, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

 

Veja vídeo:

 

Compartilhar agora
X