Sergio Reis tem propagandas e shows cancelados após polêmica: “Errei mesmo, errei muito”

Sérgio Reis, 81 anos, revelou que está tendo prejuízos após o vazamento de um vídeo em que o cantor convoca caminhoneiros a saírem às ruas para pedir o impeachment e atacando os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), e a favor do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Em entrevista ao site Congresso em Foco, Reis contou que sua agenda de shows e propagandas foram canceladas.

 

“Querem me massacrar. Já estou tendo prejuízo. Cancelaram quatro shows e dois comerciais que ia fazer agora. Tiraram do ar um que faço para um supermercado de Curitiba. Vão tirar por um mês do ar e esperar para ver o que acontece”, disse o cantor. Sério Reis falou que não é “puxa-saco do Bolsonaro”, confessou que errou, e contou ainda  que está sendo ameaçado.

 

“Eu errei mesmo, errei muito. Não devia ter falado, porque as pessoas pensam… Falei com um amigo. Ele postou num grupinho. Um amigo da onça. É da vida. Estão me ameaçando, pensando que estou com medo. Mas não me escondi. Estou aqui em casa, não agredi ninguém. Arco com minha responsabilidade”, completou Sérgio Reis. 29 Subprocuradores-Gerais da República fizeram uma representação na Procuradoria da República do Distrito Federal pedindo a apuração das declarações do cantor bolsonarista Sérgio Reis, sob a ótica criminal.

Compartilhar agora
X