Será que vai virar tendência? Saiba como o Reino Unido organizou o primeiro show com distanciamento social

Você já pensou em assistir a um show do seu artista preferido em um cubículo cercado por grades, com um grupo de familiares, e sem aquela multidão te empurrando e pisando no seu pé? Não? Pois foi o que aconteceu na terça-feira (11) no Virgin Money Unity Arena, na cidade de Newcastle, no Reino Unido. Os organizadores do show do cantor e guitarrista britânico Sam Fender colocaram grades separando grupos de espectadores em um cubículo, forçando assim, o distanciamento entre as pessoas durante o show.

 

A ideia é que fiquem no mesmo cubículo pessoas que já moram juntas, para evitar contato com terceiros. O empreendimento se autoproclamou como “o primeiro local de shows desenhado para o distanciamento social” e foi visto como um sucesso. Prova disso é que novos shows já estão marcados para o local nas próximas semanas, com ingressos para agendamentos até setembro sendo vendidos. O espaço tem capacidade para 500 pessoas.

 

Na saída, os organizadores garantem que a aglomeração é evitada ao máximo: os fãs têm de permanecer nos cubículos e os funcionários do local vão até cada grupo para autorizá-los a sair. O mesmo vale para quem precisar sair das grades durante o show: só é autorizado a sair de seu cubículo quem for ao banheiro e, neste caso, também é preciso chamar um funcionário. A ideia surge como uma alternativa para o drive-in, em que carros são usados para assistir aos espetáculos.

 

Você iria a um show assim? Será que essa ideia iria dar certo no Brasil?

Compartilhar agora
X