Secretário de Saúde da Bahia fala em segunda onda, reabertura de leitos e medidas rigorosas no Estado

Na visão do secretário de saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, a aceleração do número de novos casos e de novas notificações no Estado, e a ampliação do número de pacientes internados em UTI’s e das testagens sendo realizadas pelo Laboratório Central do Estado [Lacen], são variáveis que indicam uma possível segunda onda da pandemia da covid-19 na Bahia. Diante disso, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) anunciou a reabertura leitos para o atendimento a pacientes com o coronavírus, “onde for necessário”, embora nomes não tenham sido citados.

 

Segundo o órgão, as aglomerações causadas pelas atividades de campanhas políticas e festas em geral fizeram com que as taxas de contaminação pela covid-19 registrassem aumento na Bahia nas duas últimas semanas. Para Vilas-Boas, o estado tem vive hoje a mesma situação do início da pandemia e pode ter aumento do índice de mortalidade pelo coronavírus em breve. Apesar disso, o secretário informou que não deseja adotar medidas repressivas neste momento, mesmo com o aumento do número. No entanto, ele ressaltou que o rigor será aumentado se for necessário.

 

Dados de ontem apontam que a Bahia tem 403.071 casos confirmados desde o início da pandemia, 383.774 já são considerados recuperados. 8.268 pessoas morreram em decorrência da doença. Juazeiro-BA tem 5.886 casos acumulados, sendo 4.276 recuperadas e 121 óbitos, conforme dados de ontem (30).

Compartilhar agora
X