Polícia Federal cumpre mandados judiciais em investigação sobre as Fake News

Foto: Marcelo Camargo

 

A Polícia Federal (PF) cumpre, desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (27), ordens judiciais determinadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). As ordens judiciais tratam de investigações sobre fake news (inquérito nº 4.781), conduzidas pelo ministro Alexandre de Moraes. Os policiais federais cumprem 29 mandados de busca e apreensão em endereços no Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina.

 

Entre os alvos estão o presidente nacional do PTB, o ex-deputado Roberto Jefferson, empresários como Luciano Hang, das Lojas Havan, a ativista bolsonarista Sarah Winter, a deputada federal Carla Zambelli, o deputado estadual Douglas Garcia, o blogueiro Allan dos Santos, do site Terça Livre, e o humorista Rey Bianchi. Todos eles se manifestaram em suas redes sociais repudiando as buscas em seus endereços.

PGR pede suspensão de investigação

No documento, Aras diz que a PGR foi “surpreendida” com as ações realizadas hoje “sem a participação, supervisão ou anuência prévia do órgão de persecução penal” e que isso “reforça a necessidade de se conferir segurança jurídica” ao inquérito.

Segundo o PGR, é necessário aval do Ministério Público Federal para as “garantias fundamentais, evitando-se diligências desnecessárias, que possam eventualmente trazer constrangimentos desproporcionais”. Aras fez o pedido em uma ação do partido Rede que questiona o inquérito. O ministro Fachin é o relator do processo.

 

 

Compartilhar agora
X