Polícia faz operação no Rio para localizar possíveis obras inéditas de Renato Russo

A Polícia Civil está em busca de possíveis obras inéditas do cantor e compositor Renato Russo, que morreu em outubro de 1996. Uma operação foi deflagrada nesta segunda-feira (26), com o objetivo de identificar e localizar esses arquivos. As ordens judiciais foram expedidas pelo Tribunal de Justiça do Rio e policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) cumpriram mandados de busca e apreensão em três endereços no Rio de Janeiro.

 

Um dos alvos da operação, de acordo com O Globo, foi um estúdio de gravação que teria sido usado pelo músico em seus últimos anos de vida. A operação no local teve como objetivo, verificar se o proprietário teria guardado músicas inéditas do artista. Até então, foram apreendidos HDs e cartuchos de gravação, que serão analisados pela polícia.

 

Batizada de Operação Será, em referência a uma canção de Renato Russo, ela faz parte da segunda fase de uma investigação iniciada há cerca de um ano, depois que Giuliani Manfredini, filho do músico e detentor dos direitos autorais do pai, denunciou uma possível ocultação de obras inéditas.

foto: reprodução/Meio Norte

Compartilhar agora
X