PARTIU, DIETA! Estudo sugere que mudança na alimentação pode acrescentar até 13 anos de vida

De acordo com cientistas da Universidade de Bergen, na Noruega, revelou que é possível adicionar treze anos à expectativa de vida apenas por meio de mudanças na dieta. De acordo com a pesquisa, publicada no periódico científico Plos Medicine, até mesmo um cardápio que não elimina, mas reduz o consumo de produtos açucarados e processados pode adicionar anos à vida de um indivíduo.

 

O objetivo da investigação era determinar se a troca de uma dieta rica em proteína vermelha, açúcar e alimentos processados por uma com bastante grãos e legumes poderia resultar em uma vida mais longa. Como resultado, os pesquisadores notaram que, a depender da idade da pessoa analisada, muitos anos podem ser acrescentados na vida de um indivíduo com essa mudança na rotina alimentar.

 

Para um jovem adulto norte-americano, a diferença pode ser de até treze anos; para uma mulher da mesma idade, o ganho seria de 10,7 anos. Da perspectiva de pessoas de 40 anos, podem-se acrescentar até 11,7 anos à expectativa de vida com uma dieta mais saudável. Entre os idosos, a vantagem é menor, de cerca de 3,4 anos.

 

foto: Sabrina Ripke/Pixabay

Compartilhar agora
X