O drama do Hospital Regional em Juazeiro. Falta de pagamento, médicos demitidos e funcionários precisando fazer rifa para sobreviver. Entenda:

O Hospital Regional em Juazeiro vive dias pra lá de intensos. Profissionais do hospital de referência para o Covid-19 revelam falta de pagamentos, médicos demitidos e outros pedindo demissão. Além do salário, condições de trabalho são sempre citados como os problemas na unidade de saúde.

 

No dia de hoje (03), uma médica foi demitida sem ao menos receber o aviso prévio. Tal acontecimento, pode desencadear o desligamento de outros profissionais em meio a uma pandemia. Segundo informações, esta profissional fazia parte de um grupo que fazia cobranças para melhorias do hospital, tanto salário, como condições de trabalho.

 

Segundo relatos de profissionais do hospital ao Portal Zap, situações constrangedoras acontecem: “Por falta de salários, funcionários estão fazendo rifa para poder sobreviver. Em meio a uma pandemia, além de arriscar suas vidas, ainda precisam lutar para conseguir recursos para se manter” disse uma fonte que não quis se identificar.

 

De acordo com  Dr. Franclen Carvalho, em entrevista ao programa Geraldo José, disse que o problema do hospital “é muito mais do que falta de salário, é por melhoria dos serviços. O HRJ está totalmente desabastecido e totalmente sucateado e está colocando em risco a vida da população do Vale do São Francisco” disse ele que ainda revela sua maior preocupação: “O HRJ é referência em Covid-19 e com essas demissões, quem é que vai preencher a escala de quem saiu? Não recebe salário e não pode falar?” finalizou.

 

A APMI, empresa responsável pela administração do HRJ diz que o Governo do Estado não tem feito o repasse para quitar salários de seus funcionários. Segundo o deputado Roberto Carlos (PDT), que vem fazendo denúncias e acompanhando o processo informou que: “o valor para o pagamento destes salários foram repassados ontem, 02/06, para a empresa que administra o HRJ em Juazeiro. O mesmo deve está disponível na conta da empresa amanhã ou no mais tardar na sexta feira” disse.

Compartilhar agora
X