NOTÍCIA BOA: Estudo mostra que droga experimental pode reverter problemas na memória causados pelo envelhecimento

Um estudo realizado em camundongos idosos pela Universidade de San Francisco, na Califórnia, com a utilização de uma droga experimental, conseguiu reverter problemas na memória causados pelo envelhecimento. O estudo publicado neste mês de dezembro no jornal eLife Sciences, mostra que a droga pode oferecer uma rápida restauração das habilidades cognitivas. Os experimentos conseguiram um rejuvenescimento do cérebro e das células imunológicas.

 

Os pesquisadores descobriram que a droga também proporcionou alterações nas células T do sistema imunológico, indicando que a ISRIB pode ter implicações para doenças de Alzheimer e diabetes, que têm sido associadas ao aumento da inflamação causada por um sistema imunológico em envelhecimento. Eles acreditam que perdas cognitivas, que afetam a memória por conta da idade, não são permanentes e podem ser restauradas.

 

 

Para o estudo, os pesquisadores treinaram os animais idosos para escaparem de um labirinto aquático, por meio de uma plataforma oculta. Uma tarefa com um nível de dificuldade maior para animais mais velhos. Os animais que receberam uma pequena quantidade de doses diárias de ISRIB, durante o processo de treinamento de três dias, foram capazes de realizar a tarefa tão bem quanto os camundongos jovens e relativamente melhor do que aqueles que tinham a mesma idade e não receberam a droga. Os pesquisadores analisaram quanto tempo durou o rejuvenescimento cognitivo e se ele poderia afetar outras habilidades. (Com informações do G1)

Compartilhar agora
X