Morre Guilherme de Pádua, assassino de Daniella Perez

 

Guilherme de Pádua, assassino da atriz Daniella Perez, morreu neste domingo (6), em Belo Horizonte. Aos 53 anos, o ex-ator sofreu um infarto fulminante. A informação foi divulgada pelo pastor Márcio Valadão, fundador da Igreja Batista da Lagoinha, durante uma transmissão ao vivo pelas redes sociais.

 

Guilherme se tornou pastor anos depois de assassinar friamente a atriz Daniella Perez, em 1992. Ele foi condenado a 19 anos de prisão pelo crime bárbaro, que chocou o país, mas foi solto em 1999 após cumprir seis anos e nove meses (um terço da pena).

 

“É um moço que a sociedade não compreende, porque ele praticou aquele crime tão terrível da Daniella Perez, foi preso, cumpriu a pena e se converteu. Era uma lagarta e virou borboleta. Dentro de casa, caiu e morreu. Morreu agorinha. Acabou de morrer”, disse Valadão no vídeo.

 

Guilherme de Pádua assassinou Daniella Perez enquanto ambos trabalhavam na novela “De Corpo e Alma”, da TV Globo, em 1992, no Rio de Janeiro. Eles faziam um par romântico na ficção criada pela mãe da atriz, Gloria Perez, e interpretavam Yasmin Bianchi e Bira. As investigações da polícia à época levantaram suspeitas sobre o então ator, que confessou o crime, afirmando que contou com a ajuda de sua então esposa, Paula Nogueira Thomaz.

 

Guilherme de Pádua e Daniella Perez (reprodução)

Compartilhar agora