Ministro da Saúde diz que pode iniciar vacinação contra Covid-19 ainda em janeiro

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quarta-feira que o governo está preparado e estruturado em termos “financeiros, organizacionais e logísticos” para executar o plano de vacinação contra a Covid-19 e, a despeito de o Brasil não ter qualquer vacina aprovada, garantiu que o país tem condições de começar a imunização ainda neste mês.

 

Ele deu um panorama das negociações de vacinas e disse que o governo começará a vacinar a população antes do próximo dia 25 — data estabelecida pelo governador João Doria (PSDB), adversário político de Jair Bolsonaro, para o início da vacinação em São Paulo.

 

“O Brasil já tem disponíveis cerca de 60 milhões de seringas e agulhas nos estados e municípios. Ou seja, um número suficiente para iniciar a vacinação da população ainda neste mês de janeiro”, emendou ele, em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão.

 

Na fala, Pazuello garantiu que o Brasil tem atualmente 354 milhões de doses asseguradas para vacinar contra a Covid-19 em 2021, sendo 254 milhões da Fiocruz em parceria com a AstraZeneca e outros 100 milhões pelo Instituto Butantan em parceria com a chinesa Sinovac. Pazuello ressaltou haver também negociações com outros laboratórios em curso.

Compartilhar agora
X