Miguel Coelho anuncia retomada do comércio a partir de 01 de junho, confira:

O prefeito Miguel Coelho anunciou na tarde desta sexta-feira, 29, o plano de retomada do comércio em Petrolina. A partir do dia 01 de junho, alguns setores da economia retornarão as atividades.

 

Assim como em Juazeiro, o gestor petrolinense disse que este plano também pode ser revogado, caso aumentem os números de diagnosticados por covid-19, por isso, a cada 15 dias, será revisado o plano do comércio.

 

Além disso, todos os estabelecimentos deverão cumprir as condições de funcionamento, tais como: Uso de máscara, álcool em gel, distanciamento, caminhos de acessos a loja para evitar cruzamentos de pessoas, utilização de senhas para filas e agilizar atendimento e ampliação de espaço. O prefeito também recomendou o uso do aplicativo DyCovid, testagem dos colaboradores, aferição de temperatura, e atendimento especial ao grupo de risco e portadores de doenças crônicas.

 

Veja abaixo como vai funcionar a volta do comércio de forma gradual:

 

Obs:. Para abrir o comércio, será usada a taxa de teto de ocupação, que corresponderá ao volume máximo de pessoas admitidas nos estabelecimentos dentre funcionários, colaboradores, e clientes, e serão representadas por bandeiras da seguinte forma:

 

1ª Fase: 01 de junho 

 

Liberação total: Agricultura, indústria e transportes (táxi, moto-táxi e app´s)

75% da capacidade: Transporte público (ônibus)

50% da capacidade: Órgãos de administração pública, serviços não essenciais, comércio e serviços, construção civil, orla fluvial, parque municipal, templos religiosos, velórios para familiares.

 

2ª Fase: 15 de junho:

 

Liberação total: Agricultura, indústria e transporte público (ônibus, táxi, moto-táxi e app´s)

75% da capacidade: administração pública, construção civil, comércio e serviços, transporte público (ônibus), templos religiosos

50% da capacidade: Parques e orlas fluvial, bares e restaurantes e velórios

 

 

3ª Fase: 01 de julho:

 

Liberação total: Órgãos de administração pública, serviços não essenciais, comércio e serviços, construção civil, templos religiosos, agricultura, indústria, transporte público (ônibus), transporte ( táxi, moto-táxi e app´s)

75% da capacidade: Bares e restaurantes

50% da capacidade: Parques e orlas fluvial, velórios, Academias, bibliotecas, artesanato, cinemas, clubes sociais, ilhas/passeios e teatros.

 

4ª Fase: 03 de agosto:

 

Liberação total: Órgãos de administração pública, serviços não essenciais, comércio e serviços, construção civil, templos religiosos, agricultura, indústria, transporte público (ônibus), transporte (táxi, moto-táxi e app´s), parques e orla fluvial, bares, restaurantes e velórios.

75% da capacidade: Academias, bibliotecas, artesanato, cinemas, clubes sociais, ilhas/passeios e teatros

 


5ª Fase: 31 de agosto

 

Liberação total: Órgãos de administração pública, serviços não essenciais, comércio e serviços, construção civil, templos religiosos, agricultura, indústria, transporte público (ônibus), transporte público (ônibus, táxi, moto-táxi e app´s), parques e orla fluvial, bares e restaurantes, velórios, Parques e orlas fluvial, velórios, Academias, bibliotecas, artesanato, cinemas, clubes sociais, ilhas/passeios e teatros, ilhas e passeios turísticos.

 

100% proibido: Eventos 

 

O prefeito também comunicou que nos feriados dos dias 11 de junho (Corpus Christi) e 24 de junho (São João), o comércio funcionará normalmente. Além disso, fez questão de salientar que, caso o estabelecimento não cumpra os protocolos de abertura terá o alvará suspenso.]

 

CONFIRA O DECRETO NA ÍNTEGRA – CLIQUE

Compartilhar agora
X