Lançando seu primeiro álbum, Filhos de Zaze cantam pelo fim da intolerância religiosa em live neste sábado (14)

“No meu coração toca o xequerê / no meu coração bate o atabaque / no meu coração é o toque do agogô / dez anos do Filhos de Zaze com muito amor”. Celebrando uma década de existência e o lançamento do primeiro álbum, o grupo baiano apresenta, neste sábado (14), uma live, a partir das 20h, no seu canal do YouTube [Se Inscreva Aqui].

 

No show virtual, gravado no terreiro Ilê Axé Ayráonyndanco, situado no bairro Quidé, em Juazeiro, Bahia, berço do grupo, o público vai poder conferir as quatro canções autorais do álbum que tem como lema “Os Filhos de Zaze cantam pelo fim da intolerância religiosa”, e outras releituras que marcam a história no grupo nesses 10 anos de existência e resistência.

 

“Ter gravado nosso primeiro álbum foi muito gratificante, pois é um sinal que estamos resistindo, em meio a esse tempo difícil que estamos vivendo, ainda mais para nós que somos de matrizes africanas. Estamos recebendo muitos elogios de pessoas de outros estados e países, e isso é muito gratificante. O Zaze sempre se propôs a ir pra cima, quebrar preconceitos. Essa live vai ser um canto pelo fim da intolerância religiosa”, disse José Rosa, presidente do Afoxé Filhos de Zaze.

 

O disco do grupo está disponível nas principais plataformas de mídia e streaming. A gravação de todo o material foi realizada no Estúdio Casinha Lab, em Juazeiro, Bahia, com o assessoramento do produtor musical Iago Guimarães e a produção executiva de Geraldo Júnior, à frente da Opará Produtora Cultural.

 

O projeto é uma realização do grupo Afoxé Filhos de Zaze em parceria com a Opará Produtora Cultural e tem o apoio financeiro do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura e do Centro de Culturas Populares e identitárias (CCPI) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Compartilhar agora
X