Júnior Gás é oficialmente afastado da Câmara de Petrolina; Lucinha Mota pode assumir vaga na próxima semana

O presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina, Aero Cruz (MDB), divulgou no início da sessão desta quinta-feira (9), a portaria que comunica a suspensão do mandato do vereador Júnior Gás, do Avante. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), nas eleições de 2020, o partido do parlamentar teria descumprido a cota de gênero no processo de registro de candidaturas, com candidatos fictícios.

 

Há algumas semanas, a imprensa já estava repercutindo a decisão da Justiça Eleitoral, porém, até então, a presidência da Câmara ainda não havia sido notificada da decisão, para que, oficialmente, decretasse o afastamento de Júnior Gás. “Decisão judicial não se discute, se cumpre. Me solidarizo com os servidores e o nosso vereador“, disse.

 

Ainda segundo Aero Cruz, Júnior Gás recorreu, mais uma vez, da decisão. Recentemente, o juiz eleitoral Elder Muniz de Carvalho Sousa já havia negado o recurso da defesa e manteve a cassação do mandato. A vaga poderá ser assumida por Lucinha Mota, do PSOL, que obteve 2.656 votos. É preciso, entretanto, aguardar os cálculos da recontagem de votos para que a substituição seja feita e o/a parlamentar seja diplomado/a.

Compartilhar agora
X