Juazeiro vai ganhar serviço de inteligência artificial capaz de identificar criminosos e armas através de câmeras de segurança

Em breve, os Juazeirenses vão andar nas ruas sabendo que o espaço público é monitorado por câmeras capazes de registrar e identificar criminosos, armas, placas de carros e atitudes suspeitas. É o que garantiu o Governo da Bahia, que anunciou a ampliação do serviço, que já levou à prisão de mais de 200 suspeitos em Salvador, para outros 77 municípios baianos, sendo 39 na primeira etapa, ainda este ano. O investimento de cerca de R$ 665 milhões foi autorizado nesta terça-feira (27) pelo governador Rui Costa.

 

As câmeras estarão em postes, viaturas e na palma da mão dos policiais. O tenente-coronel Marcos Oliveira, superintendente de Tecnologia da SSP, explicou como funciona a tecnologia. “São câmeras de reconhecimento facial de fluxo aberto, para locais públicos, de fluxo controlado, tem câmeras de análise situacional e de leitura de placas. Além disso, os dispositivos que estão sendo colocados nas mãos dos nossos policiais são dispositivos com capacidade de fazer captura de face, levar para nossa Central, e fazer o reconhecimento facial através do nosso sistema. Todo policial, com equipamento em mãos, poderá fazer a atividade do reconhecimento facial em tempo real”.

 

“O sistema é capaz de identificar facilmente as pessoas que são procuradas e tem uma coisa que o governador falou que é muito importante, identificar crianças perdidas e pessoas desaparecidas. Há pouco tempo, um coreano estava perdido da família aqui em Salvador e foi encontrado com a ajuda de algumas câmeras”, disse o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino. Outros municípios que serão contemplados ainda neste ano são Paulo Afonso, Jacobina, Senhor do Bonfim e Irecê.

 

foto: Carol Garcia/GOVBA

Compartilhar agora
X