Juazeiro recebeu mais 630 doses de CoronaVac neste domingo (31)

Neste domingo (31), Juazeiro recebeu do Governo Federal, através da Secretaria de Saúde Bahia, mais 630 doses da vacina contra a covid-19, a CoronaVac (Butantan). Nessa Fase 1 da campanha de imunização, foram recebidas em 15 dias, 5.250 doses – sendo 3.180 da fabricada pelo instituto brasileiro Butantan e 2.070 doses da vacina AstraZeneca (Oxford/Fiocruz).

 

Com as primeiras doses recebidas, a Secretaria de Saúde de Juazeiro enviou unidades volantes para atender nos postos de trabalho, profissionais de saúde da rede hospitalar, Samu, idosos em casas de longa permanência e trabalhadores da saúde nas unidades básicas da sede e do interior.

 

De acordo com o Plano Municipal de Imunização, a Fase 1 deve vacinar idosos em casas de abrigo, profissionais de saúde e indígenas que vivem em aldeias. Juazeiro mapeou o público alvo. São 7.385 idosos nessa etapa da campanha e 6.887 profissionais de saúde. Juazeiro ainda não atingiu todo o público-alvo porque não recebeu vacina suficiente.

 

Nesta segunda-feira, 1° de fevereiro, terá início a vacinação contra a Covid-19 em idosos acima de 90 anos. De acordo com a Superintendência de Vigilância em Saúde, tanto os idosos da zona rural quanto os da sede, nessa faixa etária, receberão a vacina nessa Fase 1.

Controle

 

Para o controle das doses recebidas e aplicadas, o usuário deverá apresentar ao vacinador os cartões de vacina e do SUS, e o CPF. A cada dose aplicada, a Secretaria de Saúde vai anotar nome, endereço, nome da mãe do vacinado, laboratório fabricante da vacina, lote e data de validade do imunizante. A primeira e segunda doses precisam ser do mesmo laboratório fabricante.

Idosos acima de 90 anos

 

As Unidades Básicas de Saúde para vacinação são as UBS’s: Santo Antônio e Muçambê, Quidé, Alto da Aliança, Dom Tomás, João Paulo II e Alto da Maravilha.O funcionamento é das 7h às 17h. São

 

Profissionais de saúde

 

O posto de atendimento será o Centro de Saúde III, no Angary, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h. O trabalhador da saúde deve apresentar a carteira do conselho e comprovante de vínculo empregatício.

Fases da campanha

 

A vacinação no país deverá acontecer de forma escalonada, em quatro fases, priorizando diferentes grupos da população, conforme a seguir:

 

Fase 1: Trabalhadores da área de saúde, idosos com mais de 75 anos, brasileiros acima de 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência para Idosos – ILPI (abrigos, asilos, casa de acolhimento, etc), população indígena aldeada, comunidades tradicionais e ribeirinhas. Pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em Residências Inclusivas (institucionalizadas).

 

Fase 2: Idosos de 60 a 74 anos em qualquer situação.

 

Fase 3: Comorbidades (risco maior de agravamento)

 

Fase 4: Profissionais da educação, profissionais das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade, pessoas em situação de rua, pessoas com deficiência institucionalizadas, pessoas com deficiência permanente severa, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário e metroferroviário de passageiros, trabalhadores de transporte aéreo e trabalhadores portuários. A vacinação nas fases descritas ocorrerá de acordo ao percentual de doses recebidas pelo município, conforme programação disponibilizada pelo Ministério.

Compartilhar agora
X