Juazeirense está pronto para segundo jogo da semifinal e técnico avisa: “Nós não estamos mortos não”

A amarga derrota sofrida pela Juazeirense diante do Atlético na última quarta-feira, em pleno Estádio Adauto Moraes, ainda não foi digerido pela direção, comissão técnica, jogadores e torcedores do Carrossel do Sertão.

 

Após a derrota por 4 a 1, o trabalho desenvolvido pelo técnico Carlos Rabelo passou a ser questionado, e o inesperado tropeço serviu de pano de fundo para ressentimentos e críticas a jogadores, além de ressuscitar teorias conspiratórias que maculam, mas não justificam a imprevisibilidade do fantástico e fascinante mundo do futebol: “Um time que faz 4 a 1 e vai para o segundo jogo com a vantagem de três gols, como é o caso, fica numa situação confortável. Mas, eu quero dizer que nós não estamos mortos não” disse o treinador.

 

Sobre como tentar reverter a situação, Rabelo comentou: “Primeiro, deixar claro que nós continuamos vivos. Mesmo jogando na casa do adversário, não teremos influências de torcedores como acontece em todos os jogos, e isso é um fator que ajuda também. Estamos cientes que atuamos abaixo da média, e agora é trabalhar e elevar o moral dos jogadores, porque da mesma forma que eles acharam quatro gols aqui, nós temos capacidade de fazer o mesmo lá em Alagoinhas, como aconteceu recentemente contra o Bahia de Feira” finalizou.

 

Juazeirense já está em Alagoinhas e a partida será neste domingo, dia 2, às 16 horas com transmissão do Premiere.

Compartilhar agora
X